PRÉMIO PROF. DOUTOR PAULO DE PITTA E CUNHA 2017 

Rita de Sousa Costa e Tiago Sérgio Cabral, investigadores do NEDip, foram distinguidos pelo Prémio Prof. Doutor Paulo de Pitta e Cunha 2017, com o trabalho intitulado “A crise existencial da União Europeia: ensaio em torno da realização do projeto europeu no quadro dos desafios geopolíticos e jurídicoinstitucionais atuais”.

Para mais informações, consultar o site do Instituto Europeu: http://institutoeuropeu.eu/noticias/noticias-do-instituto-europeu/467-premioprofessor-doutor-paulo-de-pitta-e-cunha-2017-entregue-a-rita-de-sousa-costae-tiago-sergio-cabral 

De Mãos Dadas amantes

PRÉMIO DE DIREITO PÚBLICO E DEMOCRACIA LOCAL ANTÓNIO CÂNDIDO DE OLIVEIRA

 É com muito gosto que anuncia que o júri deliberou por unanimidade atribuir o Prémio Prof. Doutor António Cândido de Oliveira 2016 ao texto intitulado “Municipalizar, para a saúde democratizar?”, da Autoria de Luciana Sousa Santos. 
 

O júri, que é constituído pelo Professor Doutor José Melo Alexandrino (FDUL), pela Professora Doutora Isabel Fonseca (EDUM) e pelo Professor Doutor Joaquim Freitas da Rocha (EDUM), entendeu atribuir a classificação de 16 valores ao mencionado texto, atendendo à atualidade, complexidade e pertinência do tema, bem como tendo em conta a excecional qualidade científica revelada no tratamento das questões.  
 

O júri atribuiu a seguinte classificação aos demais candidatos ao prémio: 
Jorge Meira Costa: O Direito do Urbanismo e o orçamento participativo: reflexões em busca de uma solução de coesão social e de sustentabilidade financeira, 15 valores; 

 

Ana Magalhães/Maria Pereira, Um olhar sobre a evolução do regime legal dos trabalhadores das autarquias locais na CRP, 14 valores; 
 

Vadim Délcio Manuel João, A maturação da democracia e da unidade nacional como pressuposto para a efetivação da descentralização em Angola, 14 valores 
 

Simão Paulo Varela, Descentralização administrativa e autonomia do poder local em Cabo verde: desafios e opções estratégicas, 13 valores; 
 
Em representação do júri, felicito a premiada e os promotores desta iniciativa, o Município de Guimarães, na pessoa do Exmo. Senhor Presidente da Câmara, e o Núcleo de Estudos de Direito ius Pubblicum (www.nedip.eu), pelo contributo dado ao desenvolvimento do estudo do direito público e pelo fortalecimento da Democracia e do Poder Local, em Portugal. 

 

Informo, finalmente que o júri recomenda que todos os participantes no concurso possam ver o seu trabalho publicado numa obra coletiva e manifesta interesse em estar presente na cerimónia pública de entrega do prémio. 
Com os meus mais distintos cumprimentos, 
 
Pelo Júri, 
Isabel Celeste M. Fonseca 
Braga, 1.02.2017                         

Verificação de texto em um documento